Marcos Almeida ressurge cheio de valentia

Publicado por Jadson Fernandes Luz em março 4, 2016 Blog | Cultura | Tags:, , , , , , | Sem comentários

Pra quem não sabe o Palavrantiga acabou em 2013, mas a arte pulsante e inspiradora do compositor e frontman da banda, Marcos Almeida, continua viva.

Em janeiro, ele lançou Eu Sarau, seu primeiro disco solo, que reúne canções inéditas e alguns sucessos da carreia, além do lyric vídeo de Sê Valente, da nova safra, dirigido por Matheus Ávila à la Tiago Iorc – pelos olhos brilhantes e o rosto marcante.

E é dessa nova música que quero falar. Na primeira audição, o sentimento é de paz no coração. Você parece flutuar com a música até se deparar com versos como “O medo estraga/o medo e mais nada”. A tensão é resolvida na estrofe seguinte.

“O medo se vai quando

Ouço a voz do alto me dizer:

Sê valente, sê valente!

Ouço a voz do alto a me dizer:

Sê valente, sê valente!”

A resposta para o medo é simples. Marcos Almeida manda muito bem, intimando o ouvinte a tomar uma atitude que hoje parece tão incomum: a de ser valente. Não se trata de uma valentia alimentada por pessoas, e sim pelo Eterno. Ao contrário do que pensa e afirma tanta gente, a promessa de Deus não é ausência de sofrimento, algo tão presente no nosso cotidiano. A promessa é que independentemente da situação, a presença e a coragem vindas dEle nos acompanharão.

Realmente me identifiquei com o que ouvi. E parece que não foi só eu. Sê Valente está entre as mais ouvidas em uma das principais playlists do Spotify – a última vez que vi, em quinto lugar. Tenho saudade do Palavrantiga, dos riffs de guitarra, das viradas da bateria, mas gosto dessa nova roupagem voz e violão do Marcos Almeida.

Talvez essa quinada seja uma resposta à voz do alto citada na canção: a de deixar para trás uma carreira de três discos e 60 mil cópias vendidas para voar rumo a novos lugares e novos públicos. Seja valente e vá longe, Marquinhos!

valente

Algo a acrescentar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *