Letra e música

Publicado por Jadson Fernandes Luz em outubro 16, 2014 Blog | Cultura | Tags:, , , , , , | Sem comentários

Jadson Luz

Em tempos de ostentação, o poeta é aquele que consegue enfiar a maior quantidade de nomes de carros, óculos, bebidas na batida, certo?

A fórmula do sucesso deve incluir um refrão bem pegajoso. Em alguns casos, a poesia está nas entrelinhas de versos enfáticos como: “Traição é traição/Romance é romance/amor é amor/e um lance é um lance.”

Mas se você ainda acredita que uma boa letra e uma boa melodia se atraem, separamos três bandas brasileiras que merecem entrar na sua playlist.

#1. Os Arrais

 
Uma dica para quem procura por poesia em forma de música. Apesar de contar com um público fiel na internet, a dupla formada pelos irmãos Tiago e André ainda está longe do grande público.

Os Arrais são paulistas, mas moram e estudam nos EUA atualmente. Eles têm dois discos no currículo. O último deles, Mais de 2013, foi lançado pela Sony e chegou ao topo geral do iTunes Brasil.

As canções dos paulistas têm o poder de abraçar quem ouve de tão envolventes, profundas e sinceras. E eles conseguem tudo isso com apenas voz, violão e chocalho.

“Eu olhei a tristeza nos olhos, e sorri/ Mesmo quebrantado pela vida que escolhi/ Da Janela eu vi, cada estação fugir” são os versos que abrem 17 de Janeiro. Outro detalhe importante, pra quem se liga no violão, é a afinação diferente.

#2. Os Oitavos

 
Se o dia pede mais adrenalina e menos contemplação, esta banda de rock de Caxias do Sul (RS) pode ajudar, como sugere o título do disco de estreia, Armas da Distração em Massa.

O som d’Os Oitavos releva influência de bandas como The Killers, Radiohead e U2. Como eles mesmos definem, as letras são instigantes e inquietas, que tratam sobre desabafos, críticas e fé. Destaque para as músicas Papel, O Outro Lado da Moeda e Insônia.


 

#3. Primerandar

 
Como os últimos serão os primeiros, fechamos nossa lista com a banda mineira Primerandar, com o perdão do trocadilho tosco.

Desde 2011 na estrada, eles contam com um EP no currículo. Há alguns meses jogaram no Soundcloud a faixa Outrora, mostrando que estão ainda melhores.

A identidade do grupo é muito bem definida. Cada instrumento em seu lugar, com destaque especial para as guitarras. Os mineiros têm como influência uma das melhores bandas de rock de todos os tempos, Foo Fighters.


 
E aí, vale a pena ou não aumentar o volume?

Algo a acrescentar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *